Diário de uma analista: Essa noite vai dar certo!

1005076_10151715466944184_1122333947_n
Sabe quando todo seu esforço esta canalizado só para escutar um: “-me diverti tanto com você.”. A pessoa entoa um mantra, bate cabeça pro santo, acende vela pro anjo, fuma um charuto pro caboclo, joga flores pra Iemanjá, dá três pulinhos pra São Longuinho, poem maça pro duende, reza a ladainha do terço, toma banho de sal grosso e ainda sai de casa com o pé direito! tudo isso na esperança de que sua noite seja maravilhosa, que seu humor seja de um palhaço, sua paciência de um Buda e você alcance o nirvana.

Mas o anjo que na verdade é anja, está de TPM. Logo, logo tu irás implorar pra não ter saído de casa… Pra começar uma queixazinha básica antes de entrar no carro. Algo só pra completar o “boa-noite”. RESPIRA FUNDO, não foi nada. PASSOU.

Já no carro à caminho, a primeira reclamação (sua claro). Ops, nem começou a noite e sua paciência budista saiu para fazer compras? RESPIRA. Foi só um lapso. PASSOU. Não foi culpa sua provavelmente… ele com certeza provocou. Mas você é brasileira e não desiste nunca!

Pararam. Desceram. E nesse exato momento em que ele está andando pelo menos 10 metros à sua frente, você tem um breve pressentimento que aquele filme que vai passar hoje na tv deveria ter sido sua opção.

Chegaram na porta e então ele finalmente te espera para entrarem juntos. Viu? Boba, nem tudo está perdido. PASSOU.

Vocês acham um lugar e inexplicavelmente ele senta do outro lado. (aqui se encaixam duas hipóteses: se estão com amigos, seus olhos marejam e o coração aperta e se vocês estão sozinhos: fedeu Mona, sua noite já Elvis!) Você se recompõem, faz sua melhor carinha do gatinho do Sherek e ele volta para o ninho dos seus braços. PASSOU.

Por 2,5 minutos conseguem trocar umas (poucas) palavras de amor. Ufa, a anja foi fazer um lanche… mas voltou! Se você interage com os amigos, não está dando atenção ao digníssimo. Se o cobre de beijos e gruda em seu pescoço, está sendo antissocial. Resumindo: tu se lascou-se! E neste momento, Nossa Senhora das Mulheres Desesperadas te ilumina, e você resolve que é sua hora de ir ao banheiro.

Respire fundo. Mais uma vez. Dê um sorriso a si mesma. Lave as mãos sua porquinha. Retorne divamente linda.

E lavai você: com toda ginga, toda irreverencia da mulher Hollywoodiana, se sentindo a própria Angelina Jolie. Chegando perto já se foi o glamour da Hilda Furacão e desce a Maria Tomba Homem: ele esta empolgadíssimo ao celular. Será que a anja tirou folga? O jeito é sentar e PASSOU…

Passou o carvalho! Buda que vá a merda e leva junto essa jossa de nirvana! Ah se você pegar quem inventou isso! Ele nem te liga e seu bico tá maior que a ponte Rio-Niterói! Eis que a anja dá seu golpe de misericórdia: Esse caba-safado te diz o desesperador “vamos embora”.

Pense rápido. Onde estão os conselhos que lê nas revistas? Neste momento ele já não anda à 10 metros. Mas uns 30 metros pelo menos. Nem se dá ao trabalho de olhar pra trás. Que ódio, e não vem com esse PASSOU novamente!

Na volta o mais sublime silêncio. Você mentalmente xingando a anja com todas as suas forças. Até que chega e a unica alternativa é chorar como um recém nascido depois da primeira palmada. Ele cede. Ponto pra você, garota!

Depois de um sexo maravilhoso, o dito cujo simplesmente se levanta e sai do quarto. Anja, juro que tu me paga. Tudo que queria era uma noite maravilhosa com seu amor.

Então sozinha na cama, com um turbilhão de sentimentos, se conforma. Afinal homens são todos iguais. Tem certeza que fez o seu melhor. Bom pelo menos tentou. Quem sabe na próxima.

Epa! e se não houver próxima? Ok anjinha, você venceu! Mas vou rezar, juro que vou rezar muito para sua TPM melhorar logo até lá.

Vivian Fernanda
Psicanalista e com uma anja em eterna TPM.