Pessoas felizes

908b42f05d1187efa8a90d8cf587fd63--book-jacket-facebook
Pessoas felizes fazem outras pessoas felizes. É um fato. Ver alguém rindo, provoca a vontade de rir também. É um sentimento muito bom. Uma pulsão de vida que provoca prazer.
Pessoas felizes são agradáveis, sugerem leveza, clareza, limpeza, um cheiro bom. Pessoas felizes cozinham bem! Porque temperam com prazer, preparam com amor uma boa comida. Pessoas felizes cantam, gostam de ler, de aprender, de descobrir, contam piadas mesmo que só ela mesma ache engraçado.
Pessoas felizes tomam café, tem intolerância a lactose, bebem cerveja ou comem chocolate. Pessoas felizes ficam contentes com um copo de água. Pessoas felizes adoram abraçar e serem abraçadas.
E pessoas felizes tem problemas. No meu consultório recebo muita gente feliz que está com problemas ou não quer ter problemas. Querem se cuidar, querem conversar sobre coisas que não são felizes. Porque pessoas felizes não compartilham problemas com rede social, nem despejam na família suas tristezas. Muito menos fazem disso um discurso para seus amigos. Mas sim, as pessoas felizes tem problemas e conflitos. Só que trazem isso pra quem pode resolver: o terapeuta, o médico, o advogado. Não o grupo do whatsapp.
Pessoas felizes são resilientes em 99%. Aprendem a se adaptar e não remoer as dores do passado. Pessoas felizes buscam soluções. São independentes.
Aliás, ser dependente de alguém ou algo não combina com a felicidade, não é mesmo? Devemos deixar os outros serem felizes para aprendermos a ser também. Sorria, seja gentil, elogie! Fazer alguém feliz é o primeiro passo para alcançar a felicidade.